Embolando Palavras

Fora Sarney

A política brasileira é surreal demais. A famigerada crise no Senado é a prova definitiva disso. Tenho evitado até comentar sobre o assunto, porque fico tão indignado com a cara-de-pau dessa cambada que meu estômago fica embrulhado.

Há dias o senador José Sarney (PMDB-AP), presidente do Senado, é acossado por uma série de denúncias: atos secretos, nomeações de parentes, inchaço da estrutura do Senado, privilégios, privilégios e mais privilégios…

A lista do “incomum” José Sarney é extensa, variada e interminável. Todo dia é descoberta alguma nova travessura do chefe do clã que manda e desmanda no Maranhão há décadas – não por acaso, trata-se do estado com os piores indicadores sociais do país.

José Sarney, aliás, foi o responsável pela nomeação do ex-diretor-geral do Senado, Agaciel Maia, que permaneceu 14 anos no cargo e era o responsável pela autorização dos chamados “atos secretos”, com as nomeações de funcionários fantasmas e a concessão de vários benefícios, nada ortodoxos, para senadores e servidores do Senado.

Agaciel, para quem não lembra, é aquele da mansão de R$ 5 milhões não-declarada à Receita Federal. Afastado da Direção-Geral do Senado, Agaciel passou a chantagear alguns senadores, ameaçando constragê-los com a revelação dos favores que prestou àquelas ilustres vestais  durante o tempo em que era diretor-geral. Contrariado com a ameça de chantagem, o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) chamou Agaciel de “ladrão”.

Voltando ao Sarney, apesar de todas as evidência deporem contra ele, o homem fincou o pé e disse que não sai da Presidência do Senado nem a pau. Conta com o apoio do presidente Lula. Raposa velha, matreiro como ele só, Sarney sabe que tem um trunfo nas mãos: o comando do PMDB. Lula e o PT, em troca do apoio do PMDB à candidaura da ministra Dilma Rousseff ano que vem, venderam a alma ao coronel Sarney.

Como bem disse o jornalista Leandro Fortes, José Sarney é uma vergonha para o Brasil desde sempre.

Enquanto isso, surgem focos de revolta em todas as regiões do país contra a podridão que toma conta do Senado. A campanha “Fora Sarney” começou no Twitter, com a criação de um perfil que conta com quase quatro mil seguidores, mas saiu do mundo virtual e chegou às ruas, com a realização de pequenos protestos simultâneos em várias capitais e cidades brasileiras.

Já que é só isso o que nos resta fazer, gritemos a plenos pulmões: Fora Sarney!!!

Anúncios

Navegação de Post Único

Uma opinião sobre “Fora Sarney

  1. danieldantas79 em disse:

    Sem contar os demos na primeira secretaria há mais de uma década. Sem contar Arthur Virgílio devendo favores a Agaciel. Sem contar que ninguém fala que Agaciel é irmão de João e primo de José Agripino. Sem contar que só se foca em Sarney porque é conveniente desviar o assunto de todos os envolvidos. Sem contar a chantagem para instalar a CPI da Petrobras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s