Embolando Palavras

Corrupção e senso comum

No Biscoito Fino, uma boa discussão sobre a relação entre a corrupção e as estruturas do sistema político brasileiro. O professor Idelber Avelar rejeita a idéia da corrupção como questão de origem moral. Para ele, “esse senso comum só consegue oscilar entre entender a corrupção como defeito moral individual ou como inevitabilidade de nosso sistema ou raça.”

Idelber discorre ainda sobre a reforma política e menciona a necessidade do debate sobre a mudança do nosso sistema representativo, acrescentando que encontra-se justamente aí o maior entrave da reforma: “ela só pode florescer quando adquirir força suficiente no interior de espaços cuja existência ela ameaçaria.”

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s