Embolando Palavras

Caos na Saúde Pública II

Transcrevo matéria que fiz para o portal Nabocadomundo.com, publicada na última sexta (24), sobre a ameaça de fechamento da UTI do Hospital Infantil Varela Santiago:

Crise no Varela Santiago

Prefeitura de Natal tem débito de quase R$ 700 mil com o Varela

 

O diretor superintendente do Hospital Infantil Varela Santiago (HIVS), Paulo Xavier Trindade, contestou os números apresentados pela secretária municipal de Saúde, Ana Tânia Sampaio, sobre o repasse mensal que o município realiza àquela instituição. De acordo com a secretária, a prefeitura transfere, mensalmente, R$ 450 mil ao Varela Santiago. Esse valor, segundo o diretor do hospital, não corresponde à realidade. Paulo Xavier afirmou, em contato telefônico com a reportagem do portal Na Boca do Mundo, que os repasses mensais do município, entre janeiro e junho, “não chegam nem perto desses R$ 450 mil”.

Nossa reportagem teve acesso à planilha de faturamento do hospital do primeiro semestre deste ano. Pelo levantamento, é possível constatar um déficit mensal entre o valor da fatura cobrada pelo Varela Santiago pelos atendimentos e a quantia paga pela prefeitura. Em alguns meses, a diferença chega a mais de 50 por cento. Em janeiro, por exemplo, a fatura do hospital somou R$ 288.610,38, mas o município só repassou R$ 110.188,55 – um excedente de R$ 178.421,83.

No acumulado do semestre, o débito vencido da PMN com o Varela Santiago totaliza R$ 2.438.040,83. O valor pago pelo município, porém, soma apenas R$ 1.740.131,53 – o excedente acumulado é de R$ R$ 697.909,30. A PMN ainda não efetuou o pagamento da fatura de junho referente aos atendimentos ambulatoriais.

O Varela Santiago é a principal unidade de atendimento ao público infantil do Rio Grande do Norte. Os pacientes de Natal representam 38,2 por cento dos atendimentos do hospital, enquanto o restante é oriundo do interior potiguar. A crise no Varela Santiago teve início quando os médicos intensivistas, ligados à Secretaria Estadual de Saúde Pública, anunciaram a intenção de retornar aos hospitais da rede estadual. O motivo da insatisfação é o fato desses profissionais do HIVS não terem sido incluídos no sistema de gratificação dos hospitais estaduais. 

Caso o problema não seja solucionado, a partir de agosto, a UTI do Varela Santiago será fechada, prejudicando o atendimento à população.

Até este momento, a secretária Ana Tânia Sampaio não se pronunciou sobre a grave denúncia do diretor do Varela Santiago, que afirmou que a gestora mentiu ao dizer que a SMS repassa R$ 450 mil mensalmente ao hospital.

Anúncios

Navegação de Post Único

2 opiniões sobre “Caos na Saúde Pública II

  1. danieldantas79 em disse:

    Aliás, ele que não é assessor de imprensa devia saber que não pode fazer as vezes de um, já que diz que respeita a hierarquia.

  2. danieldantas79 em disse:

    Eugênio Bezerra deve estar maluco. A postura dele com relação a você custaria o emprego dele se a prefeita fosse uma mulher séria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s