Embolando Palavras

O buraco é mais embaixo

Esdras escreve ao blog me acusando de ser “cara-de-pau” por falar de Sarney, mas não dizer “que ele é tão defendido pela POBRE Dilma.”

Mas ainda preciso dizer? A dependência do governo Lula do PMDB não é novidade. Lula, em nome da governabilidade, é obrigado a defender Sarney. Já escrevi aqui sobre esse assunto, dizendo que Lula e o PT, em troca do apoio do PMDB à candidaura da ministra Dilma Rousseff ano que vem, venderam a alma ao coronel Sarney.

Mas o que não engulo é essa campanha hipócrita do PIG e da oposição, elegendo Sarney como pai de todos os males do país. Descobriram, repentinamente, quem é Sarney e seus velhos métodos coronelistas. Sarney, Renan e Collor não são criações de Lula, de Dilma nem do PT. Eles sempre estiveram aí e sempre foram o que são: sinônimo de atraso, coronelismo e fisiologismo político.

Ao eleger Sarney como centro das atenções, simplificam uma questão essencialmente complexa, como se todos os problemas dessa representação política deformada que temos aí pudessem ser resolvidos apenas com a troca do presidente do Senado. Penso que aí já ultrapassamos o limite admissível da ingenuidade.

Anúncios

Navegação de Post Único

3 opiniões sobre “O buraco é mais embaixo

  1. Esdras em disse:

    Daniel, não misturemos as coisas. Desenvolvimento não é matar a fome das pessoas, apenas. Até você sabe disso. A verdade elitista travestida de apelo popularesco aceita que dar comida desenvolve. O que desenvolve é um conjunto de ações. Lula fez algo? Claro que sim. Mas foi pouco, comparado ao que podia fazer. Mas a ineficiência estatal não permite, assim como o caráter eleitoreiro de qualquer programa governamental. O que escrevi, e que qualquer petista como você não vai negar, é que não houve mudança na forma de fazer política, até porque a decepção dói demais, nénão?

  2. danieldantas79 em disse:

    Somente quem nunca passou fome pode achar que as bolsas não trazem desenvolvimento.

  3. Esdras em disse:

    Ingenuidade é achar que o PT engole pela governabilidade. Ele não engole. Engolem os patidários ingênuos que ainda vêem o antigo PT como força de renovação neste país, e que não viram que as bolsas da vida melhoram indices, mas não promovem desenvolvimento. Apenas trocam o senhor de engenho por outro mais sofisticado. Ingênuo é quem alardeia o PIG e não é isento o suficiente para ver que não pode ser vítima quem está no poder eleito pelo povo. Ingênuo é achar que mudamos o Brasil mudando os nomes. A forma de fazer política é a mesma, de Collor a Lula. As alianças são as mesmas, e não são impostas, elas são desejadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s