Embolando Palavras

‘Le Monde’: Lula teve ‘visão correta’ ao falar que crise era ‘marolinha’

Os números do PIB do último trimestre (+ 1,9%) e da geração de empregos em agosto (+ 242 mil vagas) mostraram que o Brasil lidera a retomada do crescimento mundial após a crise econômica global.

Antes, quando economistas afirmavam que estávamos na iminência do apocalipse, o presidente Lula zombou dos profetas do caos e disse que a crise por aqui era só uma ‘marolinha’. Lula foi crucificado pela declaração. Mas nada como o tempo pra mostrar quem estava com a razão.

A oposição apostava que o país iria à lona e, em consequência, a popularidade de Lula iria minguar até 2010. O PIG fez festa antecipada para José Serra, o presidente de férias. Mas as coisas não seguiram essa lógica catastrófica e, para desespero dos urubus de plantão, Lula surfa na onda da retomada do crescimento.

O jornal francês  ‘Le Monde’ publicou artigo nesta quinta-feira (17) dizendo que Lula acertou ao dizer que a crise era só uma ‘marolinha’, segundo informa o UOL Notícias.

Leia a matéria completa abaixo:

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve uma visão “bastante correta” ao dizer, no ano passado, que a crise no Brasil provocaria apenas uma “marolinha”, diz artigo publicado no jornal francês Le Monde nesta quinta-feira (leia a matéria em português aqui).

O diário argumenta que a recessão no Brasil durou apenas um semestre, citando o aumento de 1,9% do PIB no segundo trimestre de 2009, após queda nos dois trimestres imediatamente anteriores, além da recuperação da Bolsa de Valores de São Paulo e do real.

“A rápida recuperação do Brasil demonstra a precisão da estratégia adotada pelo governo e concentrada no apoio do mercado interno. As reduções de impostos a favor das indústrias de automóveis e de eletrodomésticos mantiveram as vendas nestes nestes dois setores cruciais”, afirma o jornal, lembrando ainda que a confiança do consumidor brasileiro jamais chegou a ser abalada.

No artigo, intitulado “A retomada do crescimento mundial se baseia nos Brics”, o Le Monde traça o panorama econômico dos países do grupo – Brasil, Rússia, Índia e China – um ano após a queda do banco Lehman Brothers, considerada o marco da atual crise financeira global.

Outros países

 
“É para os grandes países emergentes que se direciona hoje a esperança de que a fase de recuperação do nível de vida vai se acelerar. E que seus modelos de crescimento, até hoje essencialmente baseados nas exportações, vão progressivamente dar lugar a um novo modelo de desenvolvimento, garantindo mais importância à demanda interna”, diz o jornal.

Sobre a China, o Le Monde afirma que a previsão de crescimento de 8% para o PIB de 2009 deve ser atingida, mas ressalta que o modelo econômico do país favorece o investimento em detrimento do consumo.

O diário francês lembra que a Índia conseguiu manter um crescimento sustentado, principalmente nos setores de indústria e serviços.

Já a Rússia, tida como o país mais atingido dos Brics pela crise, também parece estar se recuperando, de acordo com o Le Monde, com um aumento do PIB nos últimos meses. 

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s