Embolando Palavras

Jornalismo, política e higth society

Alex Medeiros também mexeu no vespeiro dos colunistas sociais em seu blog. O jornalista chama os “coleguinhas” de “medíocres”, “ridículos” e “imbecis”. As colunas são definidas como “misto de comércio e chantagem”.

“Vale tudo no bazar socialite dos chamados “coleguinhas”. Quando a chantagem ou o oba-oba com alguma empresa ou chefe de ocasião está dando na vista, há a permuta de notinhas, um intra-esquema que faz um colunista publicar o que interessa ao outro e vice-versa. Um elogia o cliente do outro e o outro espinafra o desafeto do um, neste caso sempre um potencial patrão que não aceitou a extorsão com máscara de notícia”, escreve.

Alex cita ainda a “cumplicidade do poder público” com os colunistas. Em 2007, Rodrigo Levino denunciou o escandaloso patrocínio do Governo do Estado e da Prefeitura de Natal à festa de 40 anos de colunismo social da mais badalada das “jornalistas de sociedade” da capital potiguar – Hilneth Correia. Celebration era o nome do rega-bofe, anunciado em outdoors pelos quatro cantos da cidade. Levino afirmou que se tratava de uma “farra privada regada a verba pública”.

Alex e Levino acertaram no ponto. Mas esqueceram de dizer que a cumplicidade do poder público não é privilégio das ratazanas do colunismo de aluguel. Jornalistas (ou seriam mercenários?!) disputam às tapas a simpatia dos poderosos de plantão, oferecendo espaço em jornais, sites e blogs em troca de favores políticos.

Vide como os blogs mais famosos da província adulam os donos de mandatos e como são recompensados com publicidade oficial.

Anúncios

Navegação de Post Único

Uma opinião sobre “Jornalismo, política e higth society

  1. Gustavo Lucena em disse:

    O próprio Alex Medeiros deveria se autoincluir no mesmo balaio daqueles que ele acusa de imbecis, ridiculos e medíocres.

    Ele costuma ser flagrado na mesma mesa de políticos poderosos em almoços/jantares em restaurantes caríssimos da cidade.

    E não é algo eventual, é uma constância. Muito estranho por sinal, haja vista que aqui no RN os salários dos jornalistas são muito baixos e que por isso eles não podem ter esse luxo de almoçar frequentemente no Camarões, Sal e Brasa, Abade, Guinza, etc.

    Laurita Arruda o flagrou na mesa do todo-poderoso Robinson Faria no Abade logo após a cerimônia de posse ontem a noite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s