Embolando Palavras

A retórica golpista

É divertido ver a turma do PIG fazendo patinação retórica para apoiar, sem admitir explicitamente, o golpe militar que depôs o presidente de Honduras, Manuel Zelaya.  

Reinaldo Azevedo, o blogueiro da Veja, é o mais aplicado. Ele se supera em matéria de reacionarismo e desonestidade intelectual.

Após sucessivas tentativas de descaracteizar o golpe, o blogueiro se viu contra a parede quando Roberto Micheletti, o ditador hondurenho, decretou o fim dos direitos constitucionais, restringiu as liberdades de circulação e expressão e fechou emissoras de rádio e TV.

Diante do decreto arbitrário que instituiu o estado de sítio, já apelidado de “AI-5 de Honduras”, Reinaldo Azevedo disse que eram “medidas de defesa” e negou que o país da América Central estivesse sob controle de uma ditadura.

Esperar o quê desse farsante? Reinaldo tem um conceito de democracia bem peculiar: democracia é bem-vinda, desde que não mexa com o status cuo.

Em sua luta para dar ares legais ao golpe, sustenta que a “cláusula pétrea” da Constituição de Honduras proíbe a realização de plebiscitos. O patife esquece, porém, que democracia sem soberania popular é apenas uma farsa.

No Óleo do Diabo, Miguel do Rosário aprofunda esse ponto: “Não há “cláusula pétrea” que possa anular o que constitui a essência moral de uma democracia: o poder emana do povo, que o exerce através do sufrágio.

Reinaldo, como o resto do PIG, justifica o golpe alegando que Zelaya pretendia mudar a Constituição de Honduras para se candidatar à reeleição. É enganação das mais baratas. O plebiscito convocado pelo presidente deposto não tratava de reeleição, mas sobre a convocação ou não de uma Assembléia Constituinte, que decidiria sobre a possibilidade de reeleição.

Ainda que essa tese viesse a ser aprovada, só entraria em vigor nas próximas eleições. Portanto, Zelaya não poderia se candidatar à reeleição agora. Por que não informar isso às pessoas? Por que distorcer a realidade?

Anúncios

Navegação de Post Único

3 opiniões sobre “A retórica golpista

  1. Gustavo Lucena em disse:

    Alysson Almeida, impressiona é a desonestidade da imprensa brasileira, em especial daquela filiada a Grande Quadrilha (Civita, Marinho, Frias e Mesquita).

    Os caras são tão desonestos que dizem que o golpe foi legítimo porque foi embasado na Constituição local e que o judiciário local deu respaldo ao golpe.

    No entanto, a gente acessa a constituição hondurenha e os portais dos judiciários e não encontra nada a respeito. Pergunto a esses palhaços: Qual é o número dos autos que promoveu o processo de destituição do Zelaya? Zelaya foi citado para se defender?

    O mais engraçado é que aqui no RN também tem uns patetas que fazem cara de conteúdo e querem fazer defesa abalizada ao golpismo. Basta abrir as páginas do Jornal de Hoje e escutar as bravatas na 95FM e na 103,9 FM, além de é claro, ligar na TV Tropical.

    É por conta desses palhaços que o STF decidiu que não é mais necessário ter diploma para ser jornalista. As faculdades – ministradas por essa mesma corja do PIG – não estavam ensinando os acadêmicos os princípios mais basilares do bom jornalismo: ética, democracia, contraditório e imparcialidade. As faculdades estavam servindo como meros cooptadores de pobres coitados e coitadas dispostos a doarem não só as mentes, mas também o próprio órgão sexual para ganharem um punhado de reais.

  2. Oi,
    Transcrevi o 1° parágrafo de um de sus textos (sobre Hondutas) no Balaio de hoje.
    Um abraço.

  3. daniel valença em disse:

    E agora Serra veio falar que foi uma trapalhada o Brasil ter aceitado o Zelaya na embaixada. O que ele faria?! Negaria a embaixada à um presidente vítima de um golpe?! E pensar que ele foi exilado da ditadura…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s