Embolando Palavras

O caso Lina Vieira e a verdadeira face do PIG

Já era previsível. O PIG recomeçou os ataques contra a ministra Dilma Rousseff. A indústria de criação de escândalos artificiais havia dado um tempo, mas agora voltou a agir orquestradamente.

O roteiro é sempre o mesmo. O primeiro veículo publica o escândalo em destaque, na primeira página. No dia seguinte, os outros repercutem a farsa. Transforma-se uma versão dos fatos — a que interessa à mídia tucana — na única versão possível.

As contradições começam a aparecer. A farsa cedo ou tarde se torna evidente. O jornalismo de aluguel termina escancarado. Mas o estrago está feito. O alvo da indústria de assassinato de reputações já foi exposto ao escárnio público. A nódoa forjada em sua biografia jamais será removida. Para muitos, fica a versão da farsa.

Nesta nova ofensiva, cube à ‘Veja’ dar o primeiro passo, ressuscitando o factóide do caso Lina Vieira. A ex-secretária da Receita Federal, segundo a revista, contou a um amigo que havia encontrado, dois meses depois, a agenda onde anotou a mão a data do encontro sigiloso com a ministra da Casa Civil: 9 de outubro de 2008.

O rigor jornalístico da ‘Veja’ é uma coisa invejável. A revista publica, com estardalhaço, uma informação baseada apenas no relato do “amigo anônimo”, como se isso fosse uma coisa absolutamente crível. É preciso ser ingênuo demais pra ser convencido dessa lorota.

No post anterior, comentei que a novela de Lina Vieira era muito inverossímel. Ninguém leva tanto tempo pra encontrar uma simples agenda. Mas isso nem é o mais importante. Quando comparamos as muitas versões contadas pela ex-secretária, os buracos ficam claros.

Primeiro, Lina não se lembrava do dia do encontro com Dilma, mas sussurou aos senadores da oposição, nos bastidores, que a data era 19 de dezembro. Oficialmente, disse somente que a reunião aconteceu próximo do final do ano passado, provavelmente à tarde e que o gabinete da ministra estava na penumbra.

Depois, subitamente, Lina encontra a agenda e ficamos sabendo que o encontro ocorreu no dia 9 de outubro, às 10h13. Aquela história do dia 19 de dezembro, à tarde, na penumbra, não passou de um “equívoco” da ex-comandante do fisco brasileiro. É muito desatenta a nossa “cidadã natalense”, não?! 

No outro post, observei ainda que a ‘Veja’ tentou dar ares de novidade a uma informação velha. É a velha tática de vender um blefe como se fosse nitroglicerina pura.

O senador Aloizio Mercadante (PT-SP), durante o depoimento de Lina Viera à Comissão de Constituição e Justiça do Senado, em 18 de agosto, listou as datas das audiências que Lina teve com Dilma.

No dia 9 de outubro, conforme revelou o petista naquela ocasião, Lina esteve na Casa Civil para tratar com a ministra do Fórum CEOS, que se realizaria no dia 10 de outubro daquele ano. A própria Lina, respondendo ao senador, confirmou a informação.

Então, cadê a novidade? A própria ‘Veja’ reconhece que a data já havia sido confirmada pelo governo:

Em agosto passado, o senador Romero Jucá, um dos principais defensores do governo no Congresso, divulgou um relatório com as entradas oficiais de Lina no Palácio do Planalto. De acordo com Jucá, a ex-secretária esteve no Planalto quatro vezes – em outubro de 2008 e nos meses de janeiro, fevereiro e maio de 2009. O único ingresso registrado no ano passado, portanto, ocorreu em 9 de outubro, às 10h13. Lina, segundo os registros oficiais, deixou o Planalto às 11h29 do mesmo dia.”

O engraçado é que muita gente desdenha quando dizemos que a imprensa conservadora se transformou num apêndice da oposição demo-tucana e age como se fosse um partido político. Na semana em que o presidente Lula e a ministra Dilma percorreram o sertão nordestino para inspecionar as obras de revitalização do rio São Francisco, desenterram esse factóide protagonizado pela ex-secretária. O PIG mostrou sua verdadeira face.

Anúncios

Navegação de Post Único

8 opiniões sobre “O caso Lina Vieira e a verdadeira face do PIG

  1. thiago em disse:

    Esdras, tu é nega do lula pra falar o que ele gosta ou não, se o cara curti inaugurar obras deixa ele, agora me fala, se fosse o serra o presidente será que ele não estaria fazendo a mesma coisa. E se o dono do Blog acha que a imprensa é parcial, respeita a opinião dele (que inclusive é a minha). Acho que vc deveria era participar do blog do noblat ou azevedo, ao invés desse blog, pois lá ta a sua turma que acredita que o Brasil era melhor na época FHC.

    • esdras em disse:

      Miséria, miséria, miséria…

      Esse é teu destino.

      Aprenda a escrever primeiro, depois a gente conversa.

      Caro iniciante, só para você ter idéia da bobagem que você escreve, eu votei em Lula (três vezes).

      Só não sou “nega” do blogueiro e nem de ninguém. Penso por mim.

      Quanto ao FHC, ó infante, é farinha do mesmo saco.

      Cresce, e depois volta, ok?!

  2. esdras em disse:

    KKKKKKKKKKKKKKKK

    Pare, Alisson, você é ótimo piadista….

  3. esdras em disse:

    Pois é: na semana em que o presidente Lula e a ministra Dilma percorreram o interior do Nordeste fazendo campanha antecipada para a candidatura dela à Presidência (inspecionar? KKKKKKKKKKK), a Veja decidiu que era hora de vender revista, e requentou uma matéria sem o menor sentido. Isso serve aos interesses de muita gente, inclusive de Ciro Gomes e da Marina Silva.

    O blogueiro e sua necessidade de se ver envolvido em conspirações… mal sabe que a maior conspiração é dos próprios aliados de Lula.

    Imagino a alegria do blogueiro votando em Dilma e ganhando Temer como vice (KKKKKKKKKKK). Mas eu entendo: é em nome da governabilidade, né?! Eu entendo mesmo.

    • alissoncal em disse:

      Esdras, o mais engraçado é que até você, meio assim sem querer querendo, terminou admitindo que a imprensa age como um partido político de oposição. Mas, pra não dar o braço a torcer, diz que sou eu que gosto de “conspirações”.

      • esdras em disse:

        Mais uma vez, Alisson, vamos esclarecer, na esperança que você não distorça o que escrevo (afinal você condena o PIG exatamente por isso):

        1. Eu ironizei, pois você disse que o Lula foi inspecionar. Mentira. Lula nem gosta disso. Fiscalizar, inspecionar, etc. Ele foi fazer campanha antecipada. Isso você sabe, mas “não dá o braço a torcer”. No Brasil, aceitamos. Em um país sério, não. E antes que você se exalte: Lula faz o que todos fizeram. Ou seja, não mudou a forma de fazer política.

        2. Todo e qualquer veículo de “informação” do mundo vive na base do “morde, assopra” com qualquer governo. Falar mal do governo vende jornal, vende programa de rádio, vende site e vende blog (Taí Azenha, Nassif e outros que estão neste rastro). Qualquer empresa de mídia vive de publicidade, não de informação. Acorde, só você ainda não viu isso.

        3. Imprensa no Brasil não faz oposição. Ela faz joguinho prá sair mais verba, só isso. E preste atenção que grandes deputados e senadores donos de televisões e rádios apoiam Lula. Não tente defender o indefensável. Você e gloriosa torcida do Flamengo já conhecem essa estória.

        4. E que tal um desafio? Você fotografado ao lado da Dilma e do Temer? Pense bem, pois é em nome da governabilidade, viu?! Os apoiadores de Lula precisam aceitar que o PMDB continue roubando para que façam alguma coisa pelo país. Legal. Mas convenhamos: quem apoia corrupto, seja por qual motivo for, corrupto é.

        6. Você é chegado em conspirações, sim. E elas historicamente são usadas como cortina de fumaça.

      • alissoncal em disse:

        Esdras, apesar de respeitar suas opiniões (tanto que nunca o censurei aqui no blog), não posso deixar de dizer que quem costuma distorcer as coisas é você. Evidente que percebi sua ironia, mas não a comentei por considerá-la demasiadamente ginasial — mera repetição da ladainha demo-tucana.

        Não sou um profissional da publicidade, mas da informação — mesmo que para você não exista diferença entre as duas coisas. Essa linha divisória às vezes é tênue, mas só os ingênuos desconsideram a existência dessa demarcação.

        A imprensa conservadora no Brasil tem partido, sim senhor — só você ainda não viu isso. O governo Lula, como já disse “n” vezes no blog, se acovardou diante do poderio dos barões da mídia. Preferiu conciliar, esperando um tratamento honesto — nem a favor nem contra. Mas, desde o início do governo, temos assistido a partidarização da mídia, que atua em defesa do falido projeto neoliberal.

        Quanto ao seu desafio, prefiro declinar da proposta. Nunca disse que concordava com a política de alianças do governo. Deixei claro, porém, que não engulo o farisaismo da oposição e da mídia, que passaram a demonizar o PMDB depois que o partido passou a apoiar o governo. No meu entender, Lula deveria ter usado seu capital popular pra pressionar a classe política, em vez de ter que negociar com essa corja toda vez que tiver que aprovar algum projeto de interesse do governo.

        Por fim, eu sou chegado em conspirações e você vive no mundo da imaginação, onde todas as pessoas são puras e ninguém trama nada contra ninguém.

      • esdras em disse:

        “Para os puros, tudo é puro”.

        Vivo no mundo da imaginação, minha ironia é ginasial, sou ingênuo…

        Obrigado, Alisson. Melhor assim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s