Embolando Palavras

Agripino: “Não houve mensalão do Democratas”

Matéria que fiz para o Nominuto.com:

Em artigo publicado na edição desta sexta-feira (5) do jornal Folha de São Paulo, o senador José Agripino Maia (DEM) afirmou que “não houve mensalão do Democratas” e partiu para o ataque contra o Partido dos Trabalhadores (PT): “A expressão ‘mensalão’ fica, assim, preservada como patrimônio de outros partidos que não souberam ou não puderam distanciar-se do território da corrupção”.

No final de novembro do ano passado, o relatório da “Operação Caixa de Pandora” da Polícia Federal revelou a existência de um esquema de desvio e distribuição de recursos públicos no governo do Distrito Federal. A organização seria chefiada pelo governador afastado José Roberto Arruda. Eleito pelo DEM, Arruda pediu desfiliação do partido e está preso, desde 11 de fevereiro, sob a acusação de tentar subornar uma testemunha do caso.

Agripino insistiu que as denúncias que atingiram o partido “circunscreveram-se estritamente ao governo de Brasília e não envolveram filiados de outras unidades da Federação”. O “panetonegate”, como ficou conhecido o escândalo do DF, teria ramificações no gabinete do governador afastado, na Câmara Legislativa e no secretariado de Arruda.

O líder do DEM no Senado enfatizou que, ao punir os envolvidos no escândalo com a desfiliação partidária, a legenda “não deu espaço para conveniências imediatistas ou de ordem pessoal”. “Levado a cortar na carne e punir filiados de longo tempo, o DEM mostrou ao Brasil que não convive com a improbidade e não aceita a impunidade”, sustentou.

O senador potiguar argumentou que o governador afastado pediu desfiliação porque havia sido “confrontado com a iminência da sua expulsão”. Ele usou a mesma justificativa para explicar o pedido de desfiliação do vice-governador Paulo Otávio e do deputado distrital Leonardo Prudente, ambos envolvidos nas denúncias da Polícia Federal.

Após defender seu partido, Agripino disparou sua artilharia contra o PT: “Enquanto isso, impõe-se uma reflexão: onde andam os implicados no escândalo dos aloprados? Onde andam os mensaleiros? Onde andam os camufladores de dólares em roupas íntimas? Seguramente, não são do Democratas. E o povo sabe quem continua a acobertá-los”, provocou, relembrando escândalos protagonizados pelos petistas.

Comentário:

Negar a existência do mensalão do DEM soa como delírio. Dizer que o DEM “puniu” os envolvidos no escândalo de Brasília é exercício de mimetismo.

Como é que o DEM puniu alguém se Arruda e os outros demos flagrados nas investigações pediram desfiliação do partido?

Com que autoridade diz que o DEM “não convive com a improbidade e não aceita a impunidade” se o partido é campeão em corrupção no país?

Como falar em ética quando se tem o rabo de palha?

Anúncios

Navegação de Post Único

Uma opinião sobre “Agripino: “Não houve mensalão do Democratas”

  1. Gustavo em disse:

    Hipocrisia pura. José Agripino e sua sigla feudalóidade não sobreviverão a esse pleito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s