Embolando Palavras

Morre Alberto Granado, companheiro de Che Guevara em viagens de motocicleta

Da Rede Brasil Atual

 

Alberto Granado, o acompanhante de Ernesto Che Guevara nas viagens que inspiraram o filme Diários de Motocicleta, de 2004, morreu no sábado (5) em Cuba, aos 88 anos. Juntos, Granado e Che fizeram o passeio que se tornou famoso e motivou o livro e o filme.

Por oito meses, a dupla viajou pela América Latina, em 1951. Na época, os dois estudantes de medicina conheceram a pobreza e a injustiça social do continente, o que despertou convicções revolucionárias em Che.

Depois de ajudar Fidel Castro a depor o ditador cubano Fulgêncio Batista em 1959, Che convidou Granado para morar em Cuba. Ali, Granado passou a lecionar bioquímica na Universidade de Havana. Segundo informações da imprensa cubana, Granado morreu de causas naturais, em Havana, e o corpo será cremado.

As cinzas de Granado serão espalhadas em três países: na Argentina, onde ele nasceu; em Cuba, onde viveu; e na Venezuela, país que amava. As informações são da imprensa estatal cubana. Granado e Che se tornaram amigos na infância.

O filme Diários de Motocicleta, de Walter Salles, foi produzido a partir do diário mantido pelos dois amigos durante sua viagem, a maior parte dela feita na garupa da moto que eles chamavam de La Poderosa.

No filme, Granado foi interpretado pelo argentino Rodrigo de la Serna, e Che, pelo mexicano Gael García Bernal. Che Guevara foi morto na Bolívia, em 1967, enquanto tentava liderar uma revolução no país.

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s