Embolando Palavras

Arquivo para a tag “Aécio Neves”

O erro de FHC

Deu no tosabendo.com:

FHC comete erro de português em artigo

Diante da grande polêmica gerada pelo artigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em que defende a tese de que o que o PSDB deve desistir do “povão” e das “massas carentes e pouco informadas”, um erro de ortografia passou despercebido. Apenas seis dias depois da divulgação, a colunista Mônica Bergamo, da Folha, observou que, ao comentar a situação econômica, FHC diz que “existe -ou existiu até a pouco- certa folga fiscal“. O correto é “existiu até há pouco”, com H, já que o sentido é “faz pouco tempo”. O texto foi distribuído para sites e blogs e também estava no site do PSDB.

Quer dizer que o príncipe dos sociólogos comete erros de português? É incrível. Há algo muito errado no ninho tucano. Aécio Neves tem carteira de habilitação apreendida por dirigir bêbado, FHC derrapando na gramática… O que é isso, senhores? Estão jogando na lama a tradição da nossa elite burguesa?

Flagrado em blitz da Lei Seca, Aécio vira piada em redes sociais

Flagrado dirigindo no Rio de Janeiro com a carteira de habilitação vencida, o senador tucano Aécio Neves (MG) teve o documento apreendido e, com a repercussão sobre o assunto, virou um dos temas mais comentados neste domingo no Twitter. A rastag #aeciodevassa ficou em terceiro lugar no ranking dos assuntos mais populares da rede social.

Aécio Neves se recusou a fazer o teste do bafômetro ao ser abordado por uma blitz da Lei Seca, na madrugada deste domingo (17), no bairro do Leblon. O senador pagou multa de R$ 957,70 e teve o carro liberado após chamar um amigo para conduzir o veículo. Em nota, a assessoria do tucano alegou que o ex-governador mineiro não sabia que sua habilitação estava vencida.

O vexame de Aécio Neves, que uma semana antes fez um discurso no Senado Federal e foi ungido pelo PIG como o próximo presidente da República, virou motivo de piada no Twitter. O perfil @Aecio_Devassa foi criado para satirizar o tucano.

O PSDB, partido de Aécio, também virou alvo das gozações na rede social. Num blog, uma enquete perguntava qual o novo significado do partido: Partido do Senador Dirigindo Bêbado, Partido Só Da Birita, Pode Sair Dirigindo Bêbado, Puta Sacanagem Dar o Bafômetro ou Putz, Saí e fui Detido na Blitz?

A Maria Frô fez uma seleção das melhores piadas postadas na rede com o novo líder da oposição ao governo Dilma. Numa delas, a pretensão do senador mineiro de governar o país virou motivo de trocadilho: “Aécio provou que está preparado para dirigir o Brasil“, postou @larissafreitasc.

Além disso, um vídeo antigo, em que o então governador de Minas Gerais aparece fazendo campanha contra motoristas que dirigem após consumirem bebida alcoólica, se voltou contra o tucano. O episódio, como se vê, arranhou a imagem de bom moço cuidadosamente lapidada pelo senador mineiro.

Polícia apreende carteira de habilitação de Aécio Neves

Do Blog do Ailton Medeiros:

O Rio, vocês sabem, não é a Taba. Aqui um policial foi preso, acreditem, porque deu voz de prisão a um deputado que dirigia embriagado. Na cidade maravilhosa a cantiga da perua é outra.

Segundo o “Globo”, o senador Aécio Neves teve sua carteira habilitação apreendida durante uma blitz da Lei Seca, realizada na madrugada deste domingo, no Leblon. Segue notícia:

RIO – O senador Aécio Neves (PSDB-MG) teve a Carteira Nacional de Habilitação apreendida durante uma blitz da Lei Seca, realizada na madrugada deste domingo, no Leblon. O parlamentar foi parado por volta das 3h, na esquina das ruas Bartolomeu Mitre e General San Martin, e optou por não fazer o teste do bafômetro. Os fiscais da blitz constataram que a carteira de Aécio estava com a data de validade vencida. O documento foi apreendido, e o senador foi multado em R$ 957,70.

Aécio só foi liberado ao chamar um amigo para dirigir o seu carro, uma Land Rover. Procurada para comentar o caso, a assessoria de imprensa do senador ainda não foi encontrada.

Quer dizer que Aécio Neves estava dirigindo bêbado? Já imaginaram se fosse o ex-presidente Lula? Quais seriam as manchetes dos jornais do PIG?

O discurso de Aécio

A grande mídia deu amplíssima cobertura — elogiosa, registre-se — ao discurso do senador Aécio Neves (PSDB-MG), ontem, numa sessão que durou quase cinco horas. O neto de Tancredo Neves marcou posição como líder da oposição.

No plenário do Senado, o ex-governador tucano de SP, José Serra, duas vezes derrotado pelo PT, tentou disputar as atenções com o colega mineiro, mas acabou relegado ao lugar de coadjuvante.

Como disse Paulo Henrique Amorim, Aécio “fez um discurso de neoliberal diet“. Ao contrário do que cantou o PIG, o ex-governador mineiro não apresentou nenhuma proposta para um novo projeto de país. Trocou o “choque de gestão” pelo “choque de realidade”, inventou a roda ao dizer que a função da oposição “é se opor”, como não pensei nisso antes?, e, como era previsível, atacou o PT, Lula e Dilma.

O discurso representou, na prática, o lançamento da candidatura de Aécio Neves à sucessão presidencial de 2014. Alguém duvida que a imprensa conservadora já escolheu seu candidato?

PIG abafa vexame de Aécio Neves

A imprensa tucana, como era previsível, não repercutiu o barraco protagonizado pelo governador mineiro Aécio Neves (PSDB), domingo passado, em uma festa no badalado Hotel Fasano, Rio de Janeiro. De acordo com pessoas que estavam no evento, Aécio Neves agrediu a namorada com um empurrão e um tapa.

A tragédia da vida privada do governador playboy não teria a menor importância se não se tratasse de alguém que tem a ambição de governar nosso país. Então, interessa a cada brasileiro saber se o neto de Tancredo Neves é ou não agressor de mulheres, é ou não emocionalmente desequilibrado, é ou não chegado num .

Mas a blindagem ao tucano, desta vez, ultrapassou as montanhas mineiras, onde o governador conta com o silêncio conivente da maior parte da imprensa.

O PIG escalou um triunvirato de peso pra defender Aécio: Lauro Jardim, Ricardo Noblat e Lúcia Hipólito.

Lauro classificou o caso como uma “insidiosa campanha de boatos”. Lúcia disse que Aécio é “vítima de ataques pessoais”. Noblat disse que a namorada do governador só “escorregou”. Tropa de choque afiada essa de Aecinho.

Imagino se os atuais indignados com a “insidiosa campanha” contra o tucano ficariam igualmente indignados se os “boatos” fossem contra algum petista.

Aécio Neves sai da linha

Tenho acompanhado em alguns blogs o quiprocó envolvendo o governador mineiro Aécio Neves (PSDB) e sua namorada Letícia Weber.

Ailton Medeiros deu o furo em seu blog: Aécio Neves agrediu a namorada com um empurrão e um tapa, domingo passado, numa festa da Calvin Klein, no Hotel Fasano, no Rio de Janeiro.

A assessoria de imprensa de Aécio Neves, como era previsível, negou o barraco. Mas Ailton Medeiros disse a este blogueiro que confia em suas fontes — dois amigos seus que presenciaram a cena.

Juca Kfouri comentou o episódio, alertando sobre o perigo da blindagem que a mídia oferece ao tucano: “A imprensa brasileira não pode repetir com nenhum candidato a candidato a presidência da República a cortina de silêncio que cercou Fernando Collor, embora seus hábitos fossem conhecidos.”

Mas o comentário mais devastador foi o do Blog do Paulinho:

 

O VEXAME DE AÉCIO NEVES

Aécio Neves quer ser presidente do Brasil, mas não consegue controlar nem a si próprio.

Amigo de gente que pretende transformar o Brasil em “pó”, agrediu sua companheira, na ultima semana, no restaurante Fasano, com inúmeras testemunhas.

Talvez tomado pelo efeito de seus “problemas”.

Além disso, na vida pública, muitos são os relatos de autoritarismo e coação da liberdade de imprensa.

 

Além de covarde, mentiroso…

Aécio Neves, candidato a ser candidato a presidente da Republica mentiu duas vezes para tentar desmentir a verdade.

Primeiro publicou uma foto em que ele e sua companheira estão juntos, sorridentes, como se nada tivesse acontecido.

Na verdade, a fotografia é de 2008.

Depois desmentiu, por intermédio de assessoria, que agrediu sua “companheira” no hotel Fazano.

Mentira.

Muitas são as testemunhas.

Aécio Neves é um desequilibrado, viciado, e que precisa de tratamento.

Pior do que isso é o seu problema de caráter.

Este sim, sem cura.

Manipulador e chantagista com a imprensa covarde de Minas Gerais, Aécio acredita que pode enganar o povo utilizando-se da mesma tática de Fernando Collor.

Aqui neste espaço ele não apita nada.

Falamos a VERDADE.

Que é péssima para ele.

 

A máscara de bom moço do neto de Tancredo Neves, pelo visto, começou a cair.

 

Dilma está muito bem em quatro estados: DF, RS, BA e RS

Do Blog do Nassif:

Os impasses da oposição

Por Marco Antônio

A informação de Dora Kramer, ontem, em sua coluna, sobre a pesquisa encomendada pelo DEM no Distrito Federal e na Bahia, Rio Grande do Sul e Minas Gerais é fundamental para que possamos estabelecer um debate em torno da agenda política imediata.

Segundo a pesquisa, levada ao conhecimento do PSDB para que Serra assumisse sua candidatura ou abrisse espaço para Aécio, teve os seguintes resultados ( números não divulgados), em texto transcrito literalmente da colunista

Há quatro amostras: Distrito Federal, Bahia, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Na capital, Ciro Gomes aparece em primeiro lugar, Dilma Rousseff em segundo e José Serra em terceiro. Em Salvador, Dilma empata com Serra e abre vantagem na região metropolitana. No Rio Grande do Sul, a candidata do presidente Lula também aparece na frente e, em Minas, diz o DEM, o quadro é de ‘aperto’.

Confrontado com os dados, o PSDB só contesta este último.”

Isso demonstra, em primeiro lugar, a total falta de conexão com a realidade das pesquisas divulgadas por IBOPE e DataFolha. O que não é novidade, mas agora é confirmada por uma fonte suspeita: o encomendante. Por isso, a preocupação com a ” campanha antecipada” de Dilma, a exposição maior da Ministra está realmente dando resultados.

Em segundo lugar, demonstra que Aécio realmente está bem abaixo de Serra nas intenções. Ou o DEM não estaria pedindo a Serra que se decidisse logo e dando a preferência a ele. Na verdade, o DEM já viu que só resta antecipar a agenda eleitoral. E não pretende apostar outras fichas em ” cavalos paraguaios”. Aécio tem um piso de votos baixíssimo. Não há nenhuma garantia nem indicação fática de que poderia subir nas pesquisas. Pelo contrário, a tese de sua invencibilidade em Minas é totalmente contestada pelo praticamente empate de Dilma com o candidato do PSDB no Estado. E evidentemente foram feitos cenários alternando os nomes peessedebistas e até uma chapa puro-sangue, já que o interesse principal era descobrir a chance de Dilma e a de qual dos dois tucanos era maior, para tentar a composição de chapa.

Além disso, a tese do ” confronto”, que Serra protagonizaria com sua candidatura, e Aécio não, não se sustenta. Na campanha, Aécio não conseguirá se desvincular da herança de FHC, principalmente se tiver aliados como o próprio, Arthur Virgílio, Agripino Maia, ACM Jr, Alckmin e companhia. Sem falar do próprio Serra, o qual, aparecendo na campanha, o que é inevitável, já gerará a vinculação com o passado tucano.

Em política, nada é definitivo. Mas no momento, é impossível dizer que Dilma não vislumbra céus tranquilos. Enquanto o PSDB encontra-se diante de uma Esfinge que ameaça devorá-lo, caso não decifre o enigma. Ou se decifrá-lo errado, este sim, o dilema.

 

 

Esperança para sertanejos, transposição do ‘Velho Chico’ começa a virar realidade

Excelente reportagem de Bob Fernandes na Terra Magazine:

 

No São Francisco, Lula batiza Dilma no coração do Nordeste
E não é que a Transposição do Rio São Francisco começou a se tornar concreta? Deixou de ser um discurso secular, desde Dom Pedro II, contornou a polêmica e as razões de quem, com razões, é contra, aglutinou os que, com suas razões, são a favor, e já é concreta. Concreto, para ser literal.

Serão, ao final de 2012, 713 km de canais condutores de água, da bacia do São Francisco para cinco Estados do Nordeste. Disso, algo como 200 km está em estado adiantado no que é considerado o mais difícil: a terraplanagem, as detonações com dinamite em terrenos rochosos, as construções de dutos com até 13 metros de largura por 3 a 5 metros de altura.

Duzentos quilômetros “no ponto” e 20km completos, com a manta impermeável – para impedir infiltrações no solo – e a cobertura de concreto nos canais. A concretagem é visível no sobrevoo em helicópteros da Marinha, Exército e Aeronáutica.

A Transposição do São Francisco, com suas polêmicas e suas razões (técnicas ou religiosas), é uma obra simbólica do governo Lula que, para demarcar tanto, viaja e acampa desta quarta à sexta-feira em Minas, Bahia e Pernambuco.

A instalação desta “Coluna Lula” se dará com a presença de quatro ministros, aguardados oito governadores em todo o giro e uma penca de senadores, deputados, prefeitos e camarilhas. Na retaguarda, mais de 150 funcionários federais, 3 helicópteros e pelo menos dois aviões.

A presidenciável Dilma, of course, levada por Lula, com toda pompa nesta circunstância, para seu batismo oficial no Nordeste, às vésperas de uma sucessão que, como se vê, já começou.

Obra simbólica por vários motivos. Para a Transposição, o governo já gastou R$ 1,2 bilhão, licitou R$ 4,5 bilhões e, segundo o próprio Lula no “Café com o presidente” da última segunda, chegará a R$ 6 bilhões até o final dos Eixos Leste e Norte.

Sempre valendo-se de projeções que levam em conta a população de 2025 – assim trabalham os engenheiros -, a Transposição deverá levar água a um universo de 12 milhões de nordestinos. Ainda segundo a mesma estimativa, ao final de 2012 mais de 4 milhões estarão no raio de influência do megaprojeto.

Simbólica a obra do São Francisco porque, primeiro e antes de tudo, em Pernambuco, nas vizinhanças da Garanhuns onde Lula nasceu e de onde migrou com a mãe Lindu e seis irmãos para São Paulo. Todos num caminhão pau-de-arara. E desceu para o Sul ladeando o mesmo Velho Chico, como, por mais de uma vez, já lembrou o próprio Lula.

Simbólico o pernoite de Lula, Dilma e sua “Coluna” nos acampamentos dos lotes 11 e 1 a partir de hoje. Ali, em meio a engenheiros e peões, ele pretende reavivar no imaginário popular, na memória do Nordeste, que lhe deu vitória avassaladora em 2006, as suas origens: de nordestino, de retirante da seca, de peão.

Simbólica porque a viagem contará com a presença do deputado Ciro Gomes (PSB-CE), aspirante a presidenciável, e nesta quarta tem a primeira parada em Pirapora, nas Minas Gerais do também presidenciável tucano Aécio Neves, que lá deverá estar, certamente provocando urticária nos companheiros emplumados, os tucanos.

Simbólico, porque quem pensa a comunicação do governo pretende tanto.

Para isso, enfiou num avião espanhol CASA – ou C-105, rebatizado de “Amazonas” – 26 jornalistas de uma dezena de grupos de mídia do Brasil e do mundo. Internacionais, a revista alemã Der Spiegel, o jornal francês Le Monde, a londrina BBC e, informação da presidência, aguarda-se para hoje o desembarque da britânica The Economist. Do Brasil, além de periódicos regionais como a CNR e APJ, as redes Record, Globo, Amazonas, a Empresa Brasileira de Comunicação, as revistas Época, Piauí e Terra Magazine, deste Portal Terra.

Viagem desse pelotão midiático iniciada na segunda, a ser encerrada para alguns nesta quarta, em Barra (BA), e sequenciada por veículos regionais e correspondentes nacionais até a sexta-feira. E não apenas. Ontem, terça-feira, por volta da hora do almoço, Nordeste afora lá estava a voz de Lula onipresente nas emissoras de rádio. Tema? A Transposição, pauta do último “Café com o presidente”.

Entre experimentados correspondentes estrangeiros, os efeitos da concretização de um discurso secular, depois de horas de sobrevoos por centenas de quilômetros de canais rasgados no agreste pernambucano:

– Isso é parecido com o que Roosevelt fez nos anos 30, nos Estados Unidos – diz um dos europeus.

Outro correspondente balbucia, ainda no helicóptero:

– Impressionante… A gente ouve falar da obra, do Rio São Francisco, mas não tem a dimensão, geográfica até, enquanto não vê.

Nessa superposição de simbolismos que é também midiática e extremamente política, nos aquedutos da sucessão de 2010, quem por três meses bolou a viagem e o acampamento de Lula e sua “Coluna” entre peões, não deixou de recordar as inspeções cinematográficas de Juscelino nas obras da Brasília do final dos anos 50. Até mesmo a hospedagem numa casa de alvenaria e madeira evoca essa imagem.

Nesse jogo de símbolos, nada se perde, nem tanto se cria, tudo se recicla.

À margem das 4.500 máquinas, dos canais e da sucessão 2010, a dimensão humana do projeto e de seus 8.400 operários.

No canteiro de Custódia (PE), o motorista Luiz Carlos conta ter largado o grupo de forró “Rio de Ouro” para dirigir o ônibus que conduz os peões, dia e noite. Pega no volante às 5h30. “Com o forró, eu rodava só 5 km por semana. O cara se estressa. Aqui de noite eu tô em casa e ganho melhor”. Ele e o colega, José Neto, estimam que cerca de 80% dos trabalhadores são da região. “O resto é técnico que vem de fora”.

“Empregou muita gente que não podia plantar cebola (especialidade na região)”, conta o lavrador Alecsandro Pereira. “Por agora, não tem do que desgostar de Lula”, completa Fernando Faustino dos Santos. Ambos grudam as mãos nas cercas da Vila Produtiva em Salgueiro (PE), onde serão realocadas famílias atingidas pelas obras. No entorno, muitos desejam obter uma casa de alvenaria com 99 metros quadrados. Há casos de moradores que pagam aluguel e receberão uma residência própria.

– Quero dar um alô pro Lula… Meu barraco de tábua não dá mais, vou pedir uma casa! Três vezes não pode, mas quero Dilma Rousseff – declara o lavrador Deolindo Andrade dos Santos, 58 anos e oito filhos.

Nesta quarta, em Barra, na Bahia, deverão ser ouvidas vozes de opositores do projeto. Dom Luiz Cappio, o bispo que chegou à greve de fome em protesto contra a obra, não deverá estar na cidade. Mas seus seguidores, sim.

 

Na Vila Produtiva, depois de ter falado a operários em outro trecho da viagem, Lula sorteará cinco entre as 55 casas (três quartos, banheiro e cozinha), construídas em terrenos de meio hectare para produção agrícola comunitária. Uma das futuras moradoras reconhece que essa “cultura coletiva” ainda precisa ser disseminada entre os pequenos lavradores. Aglutinação ainda mais difícil no momento em que cada desalojado recebe R$ 800 para deslocamento e R$1.200 mensais enquanto se arrasta nos tribunais a querela das indenizações.

Vox Populi:Dilma lidera em alguns Estados

Do portal aquiacontece:

O jornal “O Globo” apresentou a informação que o governador Aécio Neves (MG) está fazendo circular entre os dirigentes do PSDB pesquisa do instituto Vox Populi com números que podem ser considerados ruins para a candidatura tucana.

Em um primeiro cenário o governador José Serra (SP) lidera a disputa, mas já está atrás da ministra Dilma Rousseff na Bahia (32% x 22%) e em Pernambuco (32% x 24%). Também está atrás do Ciro Gomes (PSB-CE) no Rio de Janeiro (19% x 16%). O governador tucano vence Dilma em Minas Gerais (33% x 18%) e em São Paulo (40% x 17%).

Em um outro cenário Aécio lidera em Minas contra Dilma (68% x 10%) e tem leve desvantagem em São Paulo (18% x 14%). Duas mil pessoas foram ouvidas entre 31 de julho e 4 de agosto.

Pesquisa Vox Populi na íntegra

Luiz Carlos Azenha publicou os números corretos da pesquisa Vox Populi para presidente do Brasil, divulgada nesta terça (18) no Jornal da Band.

Confiram:

Cenário 1

José Serra (PSDB): 30%

Dilma Rousseff (PT): 21%

Ciro Gomes (PSB): 17%

Heloísa Helena (PSOL): 12%

 

Cenário 2

José Serra (PSDB): 36%

Dilma Rousseff (PT): 24%

Heloísa Helena (PSOL): 16%

 

Cenário 3

Dilma Rousseff (PT): 25%

Aécio Neves (PSDB): 21%

Heloísa Helena (PSOL): 18%

 

Cenário 4

Dilma Rousseff (PT): 21%

Ciro Gomes (PSB): 20%

Aécio Neves (PSDB): 16%

Heloísa Helena (PSOL): 12%

 

A pesquisa tem margem de erro de 2,2%, foi feita com 2 mil eleitores em 23 estados, entre 31/07 e 04/08.

Sobre as pesquisas eleitorais

Luis Nassif comenta a volta das pesquisas:

Pesquisa Datafolha que será publicada neste domingo (16) pela Folha indica que o governador José Serra (PSDB-SP) está na frente na preferência dos eleitores na sucessão presidencial em 2010.

O jornal já está nas bancas da Grande São Paulo.

Serra tem 37% das intenções de voto. Em segundo lugar, estão empatados a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) com 16% e o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) com 15%.

Heloísa Helena (PSOL) tem 12% e está em quarto lugar. A senadora Marina Silva (PT-AC) tem 3% das intenções de voto.

A pesquisa ouviu 4.100 entrevistados entre os dias 11 e 13 de agosto, em 171 municípios. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos.

Comentário:

Para entender a volta das pesquisas:

1. Superexposição de José Serra na mídia, especialmente no Jornal Nacional. Dia desses chegaram a dar 3 minutos para uma senhora, nem um mínimo de appeal televiso, falar sobre a … defensoria pública em São Paulo, com direito a fornecer o telefone para todo o Brasil.

2. Todo o carnaval em cima da lei antifumo.

3. Todo o carnaval em cima do imbróglio Sarney, associando-o a Lula e a Dilma.

4. O factóide da ex-Secretaria da Receita.

Em cima disso, tome pesquisa e garanta a sobrevida da candidatura Serra.

Pergunto: é uma interferência indevida na vida democrática do país ou não?

 

O comentário do leitor Fernando Gama também é interessante: “Nassif, acho interessante abordar um aspecto que foi negligenciado nos comentários seus. O fato de a pesquisa colocar dois candidatos governistas na mesma pesquisa (Dilma e Ciro) é uma tentativa clara de manipulação. Os dois acabam dividindo os votos, ao passo que Serra, aparece sozinho na oposição. Uma pesquisa justa deveria incluir o Aécio, para dividir votos com Serra, ou excluir Dilma ou Ciro. Assim teríamos uma exata noção das chances de cada candidato. Da forma como foi feita, deixando Serra sozinho na oposição, e colocando várias forças governistas para disputar voto, é manipulação. Acredito em Serra 37% e Dilma (16+15=31%). Acho que essa que é a verdadeira informação que se pode tirar da pesquisa.”

Navegação de Posts