Embolando Palavras

Arquivo para a tag “Wilma”

Enquanto a Copa não vem, vamos aos copos

A frase que dá título ao post é da lavra de Woden Madruga, em sua coluna na Tribuna do Norte. Em tom sarcástico, pero sin perder la doçura, o veterano jornalista discorre sobre política, carnaval e Darwin:

Lixo

Enquanto a Copa não vem (vamos aos copos) a Cidade  mergulha na falta de segurança (total e absoluta), no lixo passando do meio fio, do caos no Trânsito pegando carreira com o caos da Saúde Pública.

No meio dessa tragédia toda, tem ainda as sessões da Câmara de Vereadores e a tuitagem na Assembleia Legislativa. Olha-se no calendário político: Falta menos de seis meses para terminar o mandato da governadora Wilma. E administração de Micarla galopa para completar um ano. Nonada.

Nesse meio tempo vem o Carnatal, vem o verão e com ele os parrachos. Ah! os papos dos parrachos!

Estamos mesmo no ano do bicentenário de Darwin. Foi  num papo desses de parrachos, entre o Atlântico e o Pacífico, que Darwin teve o estalo da teoria da evolução. Foi, bicho! 

Anúncios

Cai aprovação à Micarla de Sousa

Deu na Tribuna do Norte:

A prefeita de Natal Micarla de Sousa, que está com oito meses de gestão, apresenta 45,75% de aprovação. Os dados foram revelados pela pesquisa Consult.

Nas zonas Oeste e Sul, a prefeita tem os piores índice: 42,6% de desaprovação.

Já a prefeita Micarla de Sousa tem a melhor avaliação na zona Norte. Essa é a única região onde o índice de aprovação rompe a barreira dos 50%. Naquela região, a aprovação soma 56,4%. A avaliação dos homens na administração de Micarla de Sousa praticamente empata. 41,6% deles aprovam e 41,8% desaprovam. As mulheres trazem um cenário diferente na análise da gestão municipal. 49,2% delas aprovam e 34,6% desaprovam a prefeita Micarla de Sousa. No nível de escolaridade, a gestora é melhor avaliada pelas pessoas que cursaram até o primeiro grau, onde é aprovada por 52,8% dos entrevistados. A desaprovação maior é na faixa etária dos analfabetos, com 62,5% e das pessoas que concluíram o terceiro grau, com 48% reprovando.

‘Índices servem como alerta’

Enquanto a governadora Wilma de Faria, com sete anos de administração, chega a quase 60% de aprovação, a prefeita de Natal Micarla de Sousa, com seis meses de gestão, tem 45,9% de pessoas aprovando a administração. “Em nível de qualquer administração esse percentual (de Micarla de Sousa) é baixo. Com seis meses, ela já poderia ter mostrado a que veio”, analisou o diretor da Consult Pesquisa, Paulo de Tarso Fernandes.

Ele chamou atenção para o fato da região da capital da prefeita ter piores níveis de avaliação exatamente na região da cidade onde conquistou a melhor votação. Na eleição do ano passado, o maior percentual de eleitores dele esteve concentrado na zona Oeste. Hoje é exatamente nessa área que ela está com 42,6% de desaprovação. “A aprovação dela está aquém da quantidade de votos que teve”, destacou Paulo de Tarso.

Ele analisou que o baixo índice de aprovação da prefeita Micarla de Sousa também pode estar relacionado ao próprio perfil da população. “As pessoas estão muito individualistas. Se elas não estão vendo nada na rua ou na região onde moram, elas (as pessoas) desaprovam logo. Mesmo que Micarla de Sousa esteja fazendo algo por Natal, elas não levam em consideração, querem é ver as melhorias no bairro”, comentou Paulo de Tarso.

 

A aprovação à prefeita Micarla de Sousa é inferior à sua votação na eleição do ano passado (50,84%). Isso indica, claramente, uma movimento de insatisfação popular com o governo da pevista. O esforço midiático para sustentar uma gestão, até agora, sem rumo não está surtindo o esfeito esperado.

É bom lembrar que os índices de aprovação à prefeita já foram bem mais robustos. Quando completou três meses de administração, Micarla de Sousa, segundo sondagens da época, era aprovada por mais de 60% dos natalenses. A diferença negativa registrada agora pela Consult é bastante significativa.

Navegação de Posts